fbpx

O QUE É

O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização a respeito do câncer de mama. Seu objetivo é alertar para importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer.
O câncer de mama é aquele que mais atinge mulheres no mundo, e o diagnóstico precoce é um dos principais aliados na luta contra a doença. Por isso a importância do Outubro Rosa, para que cada vez mais mulheres atentem para a necessidade de realizar seus exames.

Conheça a história

O Outubro Rosa nasceu nos Estado Unidos em 1985 através da American Cancer Society. O objetivo desde o começo foi o de estimular a mamografia como a mais eficiente arma contra o câncer de mama.
Em 1993, Evelyn Lauder fundou a The Breast Cancer Research Foundation (Fundação de Pesquisas sobre Câncer de Mama) e estabeleceu o laço rosa como seu símbolo. Desde então, o laço rosa vem sendo considerado como um dos emblemas da luta contra o câncer.
Hoje o Outubro Rosa é realizado em diversos lugares do mundo e sua notoriedade cresce a cada ano.


Conheça a história

O Outubro Rosa nasceu nos Estado Unidos em 1985 através da American Cancer Society. O objetivo desde o começo foi o de estimular a mamografia como a mais eficiente arma contra o câncer de mama.
Em 1993, Evelyn Lauder fundou a The Breast Cancer Research Foundation (Fundação de Pesquisas sobre Câncer de Mama) e estabeleceu o laço rosa como seu símbolo. Desde então, o laço rosa vem sendo considerado como um dos emblemas da luta contra o câncer.
Hoje o Outubro Rosa é realizado em diversos lugares do mundo e sua notoriedade cresce a cada ano.


Aprenda a fazer seu laço rosa

Aprenda a fazer seu laço rosa

Como fazer o auto exame

O exame de mamas pode ser feito em frente ao espelho, em pé ou deitada. Siga as seguintes instruções para o autoexame:

EM FRENTE AO ESPELHO:

  • Posicione-se em frente ao espelho;
  • Observe os dois seios, primeiramente com os braços caídos;
  • Coloque as mãos na cintura fazendo força;
  • Coloque-as atrás da cabeça e observe o tamanho, posição e forma do mamilo;
  • Pressione levemente o mamilo e veja se há saída de secreção.

EM PÉ (pode ser durante o banho)

  • Levante seu braço esquerdo e apoie-o sobre a cabeça;
  • Com a mão direita esticada, examine a mama esquerda;
    Divida o seio em faixas e analise devagar cada uma dessas faixas. Use a polpa dos dedos e não as pontas ou unhas;
  • Sinta a mama;
  • Faça movimentos circulares, de cima para baixo;
  • Repita os movimentos na outra mama.

DEITADA

  • Coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita;
  • Sinta a mama com movimentos circulares, fazendo uma leve pressão;
    Apalpe a metade externa da mama (é mais consistente);
  • Depois apalpe as axilas;
  • Inverta o procedimento para a mama esquerda.

Como fazer o auto exame

O exame de mamas pode ser feito em frente ao espelho, em pé ou deitada. Siga as seguintes instruções para o autoexame:

EM FRENTE AO ESPELHO:

  • Posicione-se em frente ao espelho;
  • Observe os dois seios, primeiramente com os braços caídos;
  • Coloque as mãos na cintura fazendo força;
  • Coloque-as atrás da cabeça e observe o tamanho, posição e forma do mamilo;
  • Pressione levemente o mamilo e veja se há saída de secreção.

 

EM PÉ (pode ser durante o banho)

  • Levante seu braço esquerdo e apoie-o sobre a cabeça;
  • Com a mão direita esticada, examine a mama esquerda;
    Divida o seio em faixas e analise devagar cada uma dessas faixas. Use a polpa dos dedos e não as pontas ou unhas;
  • Sinta a mama;
  • Faça movimentos circulares, de cima para baixo;
  • Repita os movimentos na outra mama.

DEITADA

  • Coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita;
  • Sinta a mama com movimentos circulares, fazendo uma leve pressão;
    Apalpe a metade externa da mama (é mais consistente);
  • Depois apalpe as axilas;
  • Inverta o procedimento para a mama esquerda.

Caso sinta algum nódulo ou mudança na textura ou tamanho, procure um médico ginecologista. Ele realizará o exame clínico de mama e poderá solicitar a mamografia.

Principais sintomas

O câncer de mama pode apresentar vários sinais e sintomas, como:

  • Nódulo único endurecido.
  • Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.
  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
  • Edema (inchaço) da pele.
  • Eritema (vermelhidão) na pele.
  • Inversão do mamilo.
  • Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.
  • Sensação de nódulo aumentado na axila.
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
  • Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
  • Inchaço do braço.
  • Dor na mama ou mamilo.

Principais sintomas

O câncer de mama pode apresentar vários sinais e sintomas, como:

  • Nódulo único endurecido.
  • Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.
  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
  • Edema (inchaço) da pele.
  • Eritema (vermelhidão) na pele.
  • Inversão do mamilo.
  • Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.
  • Sensação de nódulo aumentado na axila.
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
  • Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
  • Inchaço do braço.
  • Dor na mama ou mamilo.

Fonte: American Cancer Society (18/08/2016)

Fontes: American Cancer Society (18/08/2016) / Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP / Freitas, Fernando; Menke, Carlos Henrique; Rivoire, Waldemar Augusto; Passos, Eduardo Pandolfi.Patologia Benigna da Mama. In: Rotinas em Ginecologia. P- 533-534. 2011. 6ª Edição.Editora Artmed. Porto Alegre-RS

Rolar para o topo