fbpx

QUAL A ORIGEM DO COELHINHO DA PÁSCOA?

Páscoa é a celebração Cristã para a ressurreição de Jesus, mas a festividade também é marcada pela presença de ovos de chocolate e de pequenos coelhos que os entregam. O curioso, é que a menção ao coelho não aparece nas escrituras. Então qual é a origem do coelhinho da Páscoa?

A origem exata é nebulosa e misteriosa. Uma teoria é que o símbolo do coelho deriva da tradição pagã, especificamente do festival de Eostre – uma deusa da fertilidade cujo símbolo animal era um coelho. Coelhos, conhecidos por sua criação energética, tradicionalmente simbolizavam a fertilidade. Também no Antigo Egito, o coelho simbolizava a nova vida.

Outro ponto interessante é o fato de que os ovos são também símbolos da nova vida. Existem relatos que mostram que o costume de decorar e pintar ovos remonta ao século 13, isso porque, há centenas de anos atrás, as igrejas faziam com que seus fiéis não comessem ovos durante o período da Quaresma, permitindo o seu consumo novamente somente na Páscoa.

Renascimento é uma das ideias centrais da Páscoa. Isso se deve à história de Jesus, também em virtude da Páscoa judaica, o Pessach, que simboliza a libertação dos escravos hebreus do Egito, e também em virtude de a data marcar a entrada da primavera no hemisfério norte, o fim do inverno e o renascimento das flores e plantas. De alguma forma, as culturas ancestrais trataram de relacionar o tema do renascimento com ovos e coelhinhos.

Foi através da imigração, especialmente a alemã, que a tradição dos coelhinhos e dos ovos de Páscoa desembarcou nas Américas. Independente da origem do coelhinho da Páscoa, hoje ele é símbolo consagrado e parte do imaginário popular, especialmente das crianças.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo