fbpx

DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS

O Dia Internacional dos Povos Indígenas foi criado pelas Nações Unidas para servir como um lembrete da necessidade de respeitar e preservar o patrimônio cultural dos povos nativos.

É preciso reconhecer que as Américas, ainda que habitadas há milhares de anos, hoje vivem sobre uma perspectiva eurocêntrica. Talvez a expressão mais clara disso seja precisamente o fato de que, ao povo que há milênios habita o nosso continente, foi vedado o mérito de descobridores. A história é de tal forma colonizada que integramos ao nosso cotidiano a narrativa de que Pedro Álvares Cabral “descobriu” o Brasil. Ora, o Brasil já havia sido descoberto. 

Estima-se que hoje existam 370 milhões de indivíduos indígenas ao redor do mundo, marcando presença em mais de 90 países. Eles representam menos de 5% da população mundial, mas compõem 15% dos mais pobres. São também eles os povos responsáveis pela maioria dos 7000 idiomas existentes no mundo, além de e representarem mais de 5000 culturas diferentes. 

Indígenas são detentores de ancestralidades únicas, o que nos ensina diferentes modos de lidar com o meio ambiente e com as relações humanas. Eles costumam preservar características sociais, culturais, econômicas e políticas distintas da sociedade ampla na qual estão inseridos. Apesar das diferenças culturais entre indígenas ao redor do mundo, eles costumam compartilhar os mesmos problemas em relação a proteção de seus direitos.

Os últimos anos trouxe algum alento para os povos indígenas, isso se deve a políticas afirmativas através de algum reconhecimento de sua identidade e terras tradicionais. Mas ainda há muito por fazer. E não podemos esquecer do longo histórico de violações. Muitas populações indígenas estão entre os grupos mais vulneráveis do mundo. A comunidade internacional reconhece que medidas especiais precisam ser tomadas para garantir a proteção e os direitos dessa parcela da população mundial. Por essa razão foi criado o Dia Internacional dos Povos Indígenas.

UM OLHAR PARA O FUTURO

Um movimento peculiar acontece no mundo contemporâneo. Se por um lado os povos indígenas representam o passado no imaginário popular, hoje, em virtude do antropoceno e das diversas mudanças climáticas que estão empurrando nosso mundo para uma iminente catástrofe, a sustentabilidade ainda cultivada por esses povos parece nos oferecer uma das poucas possibilidades de futuro. Ou seja, de povos do passado, tornaram-se o caminho para algum futuro. 

Rolar para o topo