fbpx

7 DICAS PARA ESCREVER MELHOR

O mundo moderno, online, conectado, trás uma peculiaridade: nunca escrevemos tanto. Ao mesmo tempo, talvez nunca tenhamos escrito tão mal. 

Boa parte da nossa comunicação diária é absolutamente baseada em textualidade. Isso se deve, em boa medida, às redes sociais, como Facebook, Instagram, Linkedin e, em especial, WhatsApp. A verdade é que estamos falando cada vez menos e escrevendo cada vez mais. Porém, a quantidade não tem se refletido em qualidade, muito pelo contrário, escrever errado é quase que a regra da contemporaneidade. 

Peço desculpas ao leitor se minha posição aparenta trazer certo reacionarismo, afirmo que não se trata disso. Não haveria problema algum caso os erros de escrita ficassem relegados apenas à comunicação de WhatsApp entre amigos, no entanto não é isso que vem ocorrendo. O que vemos hoje em dia é mais do que meros erros de escrita, mas sim uma dificuldade fundamental na capacidade cognitiva de interpretação e construção textual. Estima-se que 29% dos brasileiros são analfabetos funcionais, o que significa ser capaz de ler e escrever algumas palavras, mas incapaz de utilizar a linguagem para expressões e compreensões complexas. Isso é um enorme limitante cognitivo, afinal é a complexidade das letras que traduz grandes histórias e sentimentos profundos.  

Dito isso, segue abaixo algumas dicas para escrever melhor:

1 – Trate suas mensagens de texto como prosa

Antes de clicar no botão de envio, verifique seu texto: ortografia, conteúdo, concordância. Pergunte a si mesmo: O que eu quero comunicar? O que eu estou tentando expressar? Se você se tornar uma pessoa mais atenta ao modo como escreve no dia a dia, a tendência é que você se torne um melhor escritor em outros meios. 

2 – Tenha algo a dizer

Se há algo que torna sua escrita mais fácil e rápida é um bom conteúdo. Quando você não tem nada a dizer, você acaba sendo forçado a escrever sentenças que soam sem sentido ou que não adicionam nada em termos de conteúdo. Portanto, tome nota de boas ideias para escrita. Escolha os seus assuntos com sabedoria. E também:

3 – Leia muito!

Outra das dicas para escrever melhor é ler muito. Todo grande escritor é, antes de tudo, um grande leitor! É provável que muito da incapacidade contemporânea para a escrita esteja vinculada à falta de leitura. Ler, mais do que divertido, é um exercício que cumpre inúmeras funções para o bom funcionamento do cérebro humano. Não é incomum pessoas afirmarem que um livro mudou suas vidas, mas você sabia que ler um romance pode realmente alterar o cérebro? Neurocientistas descobriram que ler uma narrativa pode de fato causar alterações no cérebro. De acordo com o estudo, quando lemos, as conexões no córtex temporal esquerdo – área associada com a recepção da linguagem  – aumentam. Essa atividade permanece por dias após a leitura. 

4 – Palavras são ferramentas

Expanda o seu vocabulário, isso vai tornar sua escrita mais precisa. Há um poema de Carlos Drummond de Andrade que expressa com delicadeza e assertividade a questão do uso das palavras, chama-se “Procura da poesia”. Confere um trecho:

Chega mais perto e contempla as palavras.

Cada uma

tem mil faces secretas sob a face neutra

e te pergunta, sem interesse pela resposta,

pobre ou terrível, que lhe deres:

Trouxeste a chave?

Não é à toa que Volnyr Santos, intelectual e professor de literatura, escolheu o poema acima como epígrafe para o seu dicionário DELP. É no supracitado trecho que Drummond nos leva a refletir a respeito a multiplicidade de uma única palavra. “Cada uma tem mil faces” a depender do contexto, da entonação, do ritmo e de quem a enuncia. Encontrar palavras é tarefa minuciosa. Tenha respeito por elas. 

5 – Escreva todos os dias

Quando se trata da escrita, seu cérebro funciona como um músculo do corpo. Quanto mais você treinar, mais forte ficará. Caso comece a faltar os dias de academia, a tendência é que você perca a massa muscular. O mesmo acontece com a escrita. Pratique todos os dias. Uma boa dica é iniciar um blog, um diário, um curso de escrita criativa ou qualquer outro método que vai te ajudar a seguir treinando seu texto. 

6 – Evite muitos advérbios

Advérbios são muito úteis, mas eles têm um problema: são preguiçosos. Por isso, outra das dicas para escrever melhor é diminuir o uso. Quando utilizamos um advérbio, acabamos transferindo ao leitor a responsabilidade por pensar  na cena. Quando escrevemos a frase “a mulher era incrivelmente bonita”, o advérbio “incrivelmente” está nos tirando a descrição da mulher. Muito melhor seria algo como “a mulher tinha negros cabelos ondulados, pele branca, um sorriso que deixava à mostra uma singela covinha na bochecha esquerda. Seu olhos brilhavam não apenas pela cor de mel, mas também por uma certa presença de vida, como se aqueles olhos contassem que, por trás de toda aquela beleza, havia também inúmeras aventuras vividas. Ela não apenas era linda; era linda e sabia disso.” 

7 – Mais edição do que criação

Quando você pega originais de grandes obras é possível reconhecer o quão revisadas foram todas elas. Escrever com qualidade é uma tarefa realmente difícil. É por isso que, após colocar as ideias no papel, é preciso editar, mudar uma frase de lugar, rever a pontuação. Estima-se que para cada hora de escrita, são duas horas de revisão. 

Essas foram algumas dicas para escrever melhor!

Rolar para o topo